sábado, 22 de julho de 2017

Está Decidido

Post rápido pra lembrar a mim mesma sempre que aqui retornar, que por mais dificil que pareça, eu não vou mais me render.

Está decidido permanentemente que eu não posso sucumbir a pensamentos que se tornem cordas ásperas e envolvam meu pescoço. Não por causa dos outros.
Nem sequer por quem eu amo.

Nem sequer por mim mesma.

Está decidido que não vou mais aceitar a sua humilhação.
Está decidido que não vou me permitir mais ouvir suas críticas infundadas sobre minha pessoa.
E são muitas criticas.

Sabe, toda vez que eu não fui ouvida, seja pelo fato de não querer falar com ninguem, seja pelo fato de ninguem ter perguntado, pelo menos a poesia me ouviu. Pelo menos, as letras sairam, e nem que seja em um blog abandonado eu fui ouvida. Pelas paredes digitais que me cercam nesse mundo que to submersa.

Talvez insonia sirva pra isso.
Talvez eu viva pra me derrubar e me levantar, sozinha.
Talvez eu precise mandar todo mundo se fuder de vez em quando.
Eu não sou perfeita, eu sou essa pessoa complicadissima de se viver, eu vivo fazendo merda, então lidem com isso.

Eu vejo esses mcs querendo ser deus, se colocando como seres imaculados de extrema inteligencia, além do que a reles humanidade deles permite, e eu, simplesmente me vejo tão humana, tão falha, tão ruim, que não consigo ver outra saída ao não ser aceitar quem sou.

Talvez daqui uns 30 ou 40 anos, eu olhe para trás, encontre esses textos jogados em algum lugar, e me releia, viva cada um desses momentos e perceba o quanto eu cresci, o quanto eu amadureci.

Faz parte disso tudo se aceitar, se compreender, né não?

Já que ninguém se importa mesmo, pelo menos eu vou me importar.


Um comentário:

Olá, deixe um pouco de vc por aqui...